Back to the top

Release

Conheça nossa trajetória

O Furacāo do Brasil

  Uma das grandes representantes da música paraense no momento, a Banda Companhia do Calypso, entre músicos, técnicos, produtores e motoristas, tem uma equipe permanentemente de 30 pessoas na estrada, além de uma mega-estrutura equipamentos de iluminação e Painel de Led de última geração utilizados pela banda, tudo isso para garantir as apresentações impecáveis.

A banda nasceu em 2002 da parceria de um projeto da gravadora Som Livre junto com a Premier Produções, a gravadora tinha em mente gravar uma coletânea com musicas do ritmo “Calypso”, um desses sucessos seria a música “Loirinha” que a época os direitos autorais pertenciam a empresa Premier Produções representada pelo Ari Carvalho. O empresário propôs a gravadora que ao invés de lançar uma coletânea, lançariam no mercado uma banda com musicas do ritmo calypso conhecidas no norte. O projeto foi um sucesso absoluto no qual a Companhia do Calypso gravou o seu 1o CD pela renomada gravadora Som Livre, Sendo a primeira banda do ritmo Calypso a ser lançada em rede nacional pela Som Livre em parceira com a Rede Globo, atingindo uma vendagem de 130.000 (cento e trinta mil) cópias, confirmando todas as expectativas criadas no meio artístico.

Com um pouco mais de um ano de formação, porém com um estilo próprio, muito marcante, contagiante e eletrizante de suas apresentações, a banda Companhia do Calypso definitivamente aportou no cenário do show business nacional, sendo-lhe conferido o subtítulo de “O furacão do Brasil”; lançou o seu 2o CD em dezembro de 2003 pela GAL, selo pernambucano de maior prestígio em todo Norte e Nordeste. Confirmando o sucesso de vendagem alcançado pela banda em seu primeiro CD, superou as expectativas de mercado no seu segundo CD e atingiu a marca de 340.000 cópias vendidas. Ao completar dois anos de formação, e já com dois CD ́s lançados, a Companhia do Calypso, em novembro de 2004 lançou o seu 1o DVD gravado em Recife/PE para 50 mil pessoas, reunindo faixas dos dois CD ́s , atingindo a marca de 260.000 DVD’s vendidos e mais uma vez superando todas as expectativas de mercado.

Em 2005, com 03 anos de formação e já com 02 (dois) CD’s inéditos, 01 (um) DVD, a Companhia do Calypso, lança seu 3o CD inédito que atingiu a marca impressionante de 650.000 cópias vendidas, tornando-se o CD mais executado de todo Norte e Nordeste e também do centro oeste do Brasil, fato este que motivou a banda Companhia do Calypso a gravar seu 2o DVD em Goiânia.

O Estado do Goiás gravado em 2006, apesar de ser o reduto da música sertaneja, não resistiu e se rendeu ao carisma da Companhia do Calypso, em um show inesquecível, sem a participação de outros artistas, apenas a banda Companhia do Calypso superlotou o Goiânia Park Show, com um público recorde de 70.000 ingressos vendidos e um engarrafamento de quase 10 (dez) quilômetros nunca visto antes naquela capital; deixando claro que todo aquele público ali presente fazia parte de uma legião de fãs afim de ver a banda Companhia do Calypso, todo esse sucesso do novo fenômeno da música nacional pode ser conferido neste 2o DVD – Ao Vivo em Goiânia, que já atingiu a marca de 120 mil cópias vendidas, a Companhia do Calypso lança o seu 4o CD inédito com 17 músicas e com uma tiragem inicial de 500.000 quinhentas mil cópias, Seu 3o DVD gravado no Reveillon de 2008 em Teresina/PI com um público estimado em 100 mil pessoas, no ano de 2010 foi gravado seu 4o DVD na cidade de Maceió/AL para 15 mil pessoas e em 2013 gravamos nosso 5o DVD na cidade de Aracaju/SE para 25 mil pessoas .

Daí por diante mesmo com o mercado fonográfico enfraquecido pela pirataria os CDs da Companhia do Calypso permaneciam com uma tiragem mínima de 100.000 sem mil copias, fato este que, além de colocar a Companhia do Calypso como uma das maiores vendedoras de CD do Brasil, também vem confirmar o grande sucesso da banda que certamente não só viria consolidar a música do Norte nos corações dos brasileiros, mas também apresentar ao povo do Brasil a riqueza de artistas e talentos do Norte, em especial do Estado do Pará, invadindo o Brasil com sua mistura de ritmos dançantes e canções que falam da felicidade e dos infortúnios do amor, rapidamente transformadas em verdadeiros hinos populares.

Reunir numa mesma batida a força e o poder dançante do Carimbó, da Salsa, do Merengue, do Zouk e de tantos outros estilos que fazem parte da rica cultura popular paraense, misturando-se também elementos da música caribenha que é extremamente dançante e saiu do seu Estado natal para conquistar todo o País. A experiência e o quilate dos integrantes da Companhia do Calypso é o grande trunfo que justifica o sucesso da banda. Agora já com 10 anos de estrada, uma agenda de shows lotada com uma média de 12 a 15 shows por mês, tento em seu curriculum turnês internacionais em Cayenne (Guiana Francesa) e nos Estados Unidos, a banda Companhia do Calypso está consolidada no mercado fonográfico brasileiro com um importante legado para a música paraense.

Vocal

Natural de Redenção (PA), a música sempre esteve presente sua vida pois vem de uma família de músicos! E por influência dos pais começou a cantar aos 9 anos de idade na banda ALCINO RIBEIRO E CIA onde cantou até os 16 anos. Fênix tem como referência as cantoras Mylla Karalho, Manu Rocha e Viviane Batidão, e hoje afirma que é um sonho fazer parte da Companhia do Calypso.

Vocal

Paulinha Miranda, está linda jovem e talentosa Paraense de 24 anos, natural de Santa Izabel do Pará. A música entrou na sua vida por influência dos famíliares, sua maior referência é a diva pop Beyonce e é com toda essa energia e vitalidade que a Paulinha uni forças com Fênix Ribeiro a frente do “Furacão do Brasil.”

logo-promove
Todos os direitos reservados. | Companhia do Calypso 2020.